Bilhete urgente de Fradique Mendes

A Eça de Queirós

Lisboa, outubro

 Meu bom Amigo:

Venho, pela diligente intermediação deste bilhete apressado, tranquilizá-lo, certo como estou de que os últimos dias não terão sido amenos para si. E assim, em verdade digo: ao contrário do que alguns espíritos invejosos já murmuravam, não corre risco o seu lugar de vulto maior das nossas belas letras, para usar a expressão que os  delicados líricos de Setecentos tanto apreciavam.

A Divina Figura (faço jus ao nome de batismo com que foi brindada) que, com generosa regularidade, diariamente ocupa vastas páginas da nossas gazetas, não quer ensombrecer o fulgor passado e, assim o espero, a glória futura a que o meu Amigo  aspira, a talentosos golpes de pena. Acaba de sair a ponderosa obra em que aquela Figura, por fim, revela aos patrícios embasbacados os contornos do seu mundo e os seus mais recônditos mistérios. “Não sou Eça de Queiroz”, proclama Jesus, com o “z” bem repenicado no final do patronímico que o meu Amigo ostenta.  Estamos, por fim, esclarecidos.

O que será Jesus, é coisa que não consigo alcançar, mergulhado como me acho na  empedernida ignorância das revelações que o livro prodigaliza. Não prometo lê-lo e não por preguiça ou desmazelo, apenas por temer que a luz que certamente dele irradia  venha estremecer o velho e já agora irredutível apreço que os livros do meu Amigo me merecem. Deixo  o efeito redentor da obra em que brilha Jesus  aos devotos que quiserem repoltrear-se nas suas páginas túmidas de saber acumulado e de saborosas experiências de vida.  E assim permaneço, bem convicto e bem firme, seu admirador e seu amigo, que à distância rijamente o abraça.

Fradique

image

Deixe um comentário

4 comentários

  1. Luis Manuel de Araujo

     /  27 de Outubro de 2014

    Magnífico, hilariante.

    Um abraço amigo do

    Luís Araújo

    ________________________________ De: “Eça de Queirós” Enviado: segunda-feira, 27 de Outubro de 2014 19:06 Para: Luis Manuel de Araujo Assunto: [Novo artigo] Bilhete urgente de Fradique Mendes

    Carlos Reis posted: “A Eça de Queirós Lisboa, outubro Meu bom Amigo: Venho, pela diligente intermediação deste bilhete apressado, tranquilizá-lo, certo como estou de que os últimos dias não terão sido amenos para o seu espírito. E assim, em verdade digo: ao contrário do”

    Responder
  2. Piwnik

     /  28 de Outubro de 2014

    Hahahahaha!

    Responder
  3. lisedebaissac

     /  28 de Outubro de 2014

    Fantástico, Professor!

    Responder

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: