Almanaques

A produção literária de qualquer grande escritor regista, quase sempre e para além dos seus textos  capitais, outros textos provindos de circunstâncias mais ou menos acidentais ou conjunturais. Quando se trata de organizar o conjunto dessa produção literária (é também isso que esta Edição Crítica das Obras de Eça de Queirós está a fazer, o que obriga a questionar títulos e coletâneas até agora aceites como canónicos), torna-se necessário reunir esses textos em volume ou em volumes que lhes deem o acolhimento possível; essa é também a oportunidade para fazer ou refazer a história literária desses dispersos.
A secção “Vária” que se encontra no plano geral da Edição Crítica das Obras de Eça de Queirós contempla um volume da natureza do que acabo de referir. E o título Almanaques e outros dispersos refere-se implicitamente à dificuldade (ou até à impossibilidade) de reunir de forma coerente o que foi escrito ao longo de muitos anos, publicado em locais muito diversos ou até deixado no sossego da gaveta dos inéditos. O facto de os almanaques ocuparem um lugar de destaque no alinhamento do título desta recolha não é casual; conforme neste volume se explica, a escrita e organização de almanaques, obedecendo sobretudo a motivações de natureza económica (os famosos “apertos” financeiros que com frequência atormentaram Eça), foram pretexto para reflexões e para relatos que hoje lemos como textos relevantes no conjunto da obra queirosiana. A abertura do almanaque para 1896 é uma quase erudita dissertação acerca da tradição e da projeção deste tipo de publicações, num tempo em que aculturação, informação e leitura lúdica se conjugavam; e o facto de o almanaque para 1897 abrir com o conto “Adão e Eva no Paraíso” (inserido, por critério de género, no volume Contos I desta edição crítica) mostra bem que Eça trabalhou árdua e conscienciosamente para o público que consumia este tipo de livros.
Encontram-se neste volume muitos outros textos, com dimensões e origens muito díspares. Alguns deles integraram a coletânea a que Luís de Magalhães, com base num título-epígrafe  de Eça, na Gazeta de Notícias, chamou Notas Contemporâneas, verdadeira manta de retalhos editada em 1909, sem critério nem lógica que se percebam. É o caso desse interessantíssimo “A Inglaterra e a França –  julgadas por um inglês” e também de “Um Génio que era um Santo”, admirável e emotivo testemunho destinado ao In Memoriam de Antero. Para além disso e do mais este volume revela, podemos ler aqui descobertas recentes, devidas precisamente ao trabalho da editora Irene Fialho: os textos “Colombo e o seu Centenário” e “O caminho de ferro de Jerusalém” estavam “adormecidos” nas páginas da Gazeta de Notícias, como que camuflados sob o pseudónimo João Gomes.
Não é fácil organizar e editar um conjunto de textos como os que se encontram neste Almanaques e outros dispersos. Escondidos, perdidos ou esquecidos por diversos locais e publicações, eles exigem do editor (que vive frequentemente a angustiante intuição de que algum outro fugidio texto pode estar a escapar-lhe…) uma concentrada atenção e um conhecimento muito minucioso desse lugares recônditos onde se ocultam pequenas joias ou filões ignorados. Irene Fialho é uma investigadora com experiência acumulada pela circulação em espólios oitocentistas, sobretudo pelo de Eça de Queirós. Tendo sido já, nesta série de volumes,  co-editora (com Luiz Fagundes Duarte) de Alves e C.ª  e  tendo muito adiantada a complexa edição crítica d’O Conde de Abranhos, Irene Fialho é credora de inquestionável confiança e de provada competência para a tarefa a que se abalançou, ao editar estes Almanaques e outros dispersos.

Carlos Reis, “Nota Prévia” a Almanaques e outros dispersos. Edição por Irene Fialho. Lisboa: Imprensa Nacional-Casa da Moeda, 2011).

Resenha em Revista de Estudos Literários, 3, 2013, pp. 398-401.

Deixe um comentário

1 Comentário

  1. thanks for the great post!

    Responder

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: